1º Congresso Brasileiro de Mor de Comando

2
720

Na manhã do dia 4 de Agosto de 2018, com mesa composta por palestrantes e autoridades, após a execução do Hino Nacional foi oficialmente aberto o 1º Congresso Brasileiro de Mor de Comando, na cidade de União da Vitória – PR

Após a cerimônia de abertura o idealizador e organizador Celso Marzcal explicou a todos como funcionaria o evento. A Primeira palestra foi ministrada por Ana Freitas e Gilson Kindermann, onde foram abordados temas como a origem do Mor de comando e suas funções.

Uma mesa redonda foi formada após o almoço, onde os participantes puderam sanar varias duvidas com os palestrantes. Foi um momento super importante, onde mores de diversos estados puderam trocar experiencias e alinhar conceitos.
À tarde Ana Freitas deu uma verdadeira aula sobre ética, que foi super pertinente para que os mores pudessem alinhar mais ainda seus conceitos sobre a importância da figura do comandante mor à frente de suas corporações.

Antes do sol se por, Celso Marzcal surpreendeu a todos com uma dinâmica avaliativa. A Banda Marcial FABER fez uma apresentação completa na quadra (Entrada, duas peças paradas e saída), e os participantes tomaram o lugar de avaliadores de mor, criando seus próprios critérios e julgando o próprio Celso, que vestiu sua farda e comandou sua corporação.

Após o jantar, Edgar Aprigio conduziu os participantes para uma oficina, onde ensinou conceitos, e deu aulas praticas sobre ordem unida, comandos preventivos e executivos e por fim compassos binários e quartenários.

No segundo e ultimo dia de congresso, Gilson Kindermann, Ana Freitas, Celso Marzcal, Edgar Aprigio e Wander Silva debateram junto com os participantes sobre avaliação de Mor em concursos, onde também alinharam vários conceitos sobre o assunto.

Logo após o debate Edgar fez uma homenagem ao nosso querido amigo Gilson Kindemann, que perdeu recentemente seu companheiro Martinho, lhe presenteando com um mace. Este foi sem duvidas o momento mais emocionante do congresso.

Com mesa formada por Celso, Edgar e Wander, foi feita a leitura da Carta “Vitória da União ”, carta essa que expõe todas as ideias fomentadas durantes os dois dias de congresso.
A ultima atividade do 1º Congresso Brasileiro de Mor de Comando foi uma oficina prática, onde os participantes aprederam ainda mais com Edgar Aprigio e Wander Silva.

A experiencia de poder acompanhar de perto um evento de suma importância e excelente qualidade como esse não tem preço. O congresso sem duvidas cumpriu o que prometeu no seu slogan ”Alinhando Conceitos Para Realização de Boas Práticas”. Mores de diversos lugares do país podendo trocar experiencias e alinhar conceitos, com certeza será uma experiencia que irão levar pra toda vida.

Parabenizamos Celso Marzcal pelo evento e agradecemos pelo covite, apoio e maneira incrível que recebeu a Equipe PlanetaBandas!


Vejam as fotos da 1º Congresso Brasileiro de Mor de Comando em nosso álbum de fotos aqui

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA EDUCAÇÃO PÚBLICA ESTÁ EM XEQUE
Próximo artigoCOMO FOI O XVIII CONFAFRAMO – FRANCISCO MORATO – SP
Iniciou a carreira artística em 1999 como aluno de Dança aos 10 anos na Escola de Bailado Divá Tomé em São Caetano do Sul, em 2004 deu inicio no meio de Bandas e Fanfarras através da banda Musical Patrulheiros Mirins de São Caetano do Sul como músico, na época regida pelo Maestro Emerson Lima de Araújo e o Maestro Gustavo Henrique de Souza, inicio em um curso de Teatro em 2003 até 2007 com o Professor Francisco Jr., que implantou um projeto do Estúdio Globo na Associação dos Patrulheiros Mirins de São Caetano do Sul – Oscar Klein e em 2008 passei a fazer parte do Corpo Coreográfico da Banda Marcial Santa Isabel Sênior sob o comando do coreografo Marcio Araújo e o Renomeado Maestro Eduardo Stella. Minha carreira ao longo desses 14 anos: 2004 -2008 – Integrei a Banda Musical dos Patrulheiros Mirins de São Caetano do Sul como Músico. 2008 -2010 - Integrei o Corpo Coreográfico da Banda Marcial Santa Isabel Sênior. 2008 – 2015 - Integrei o Projeto de Bandas de Fanfarras de S.C.do Sul como coreografo de diversas Bandas. 2011 – 2014 – Em 2011 o diretor Ronald Baumann e o Collor Guard Caption Head Thales Kinderman me convidaram para compor o grupo de STAFF do Brazilian Vanguard Drum & Bugle Corps no qual eu assumi como Membro da equipe de Criação Coreográfica e professor técnico de equipamento e aulas de dança junto ao bailarino João Luis (J.Lui). Instituição de me proporcionou uma ampla visão do mundo de Drum Corps além de me proporcionar Aula Magma com o Adna Sage (Santa Clara Vanguard/Carolina Crow/Boston Cruzaders) e Tj Doucet (Blue Devils)ambos Coreógrafos Internacionais renomeado, ambos estão no Hall da Fama do DCI. 2011 – 2012 – Integrei o Corpo Coreográfico da Banda Marcial Municipal de Ferraz de Vasconcelos. 2014 – 2017 Integrei como Destaque e Coreografo Aux. o Corpo Coreográfico da banda Marcial Yolanda Ascêncio e em 2015 assumi como Comandante Mór da Mesma. Em 2016 em conjunto com o Thales Kinderman e Pedro Gomes ambos Ex membros do corpo de STAFF do Brazilian Vanguard Drum & Bugle Corps, fundamos um dos primeiros projetos de Winter Guard no Brasil a Lottus Winter Guard no qual sou o Diretor Geral. 2017 – Fui jurado de Mór Regente no 1° MOGI FESTCONFABAN. 2017- Fui jurado de Mór Regente na 8° Copa de Fanfarras Mirins de Atibaia. Iniciei a Faculdade de Dança com Licenciatura em Educação Artística em 2014. “Lute com determinação, abrace a vida com paixão, perca com classe e vença com ousadia, porque o mundo pertence a que, se atreve e a vida é muito bela para ser insignificante.” Charles Chaplin.

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao nosso membro da equipe PlanetaBandas, Neto Valle, pelo brilhante relato e trabalho realizado além das fotos. Sabemos das dificuldades e possível descompasso com outros meios de comunicação, mas o profissionalismo, juntamente com a ética de divulgação e conhecimento de causa mostram nesta reportagem o realmente verdadeiro sentido do evento.
    Muito orgulho de ter você em nossa equipe, onde o PlanetaBandas se mostra como a mídia de bandas e fanfarras em todo o Brasil.