RR – REGENTES DE BANDAS E FANFARRAS ESCOLARES SÃO HOMENAGEADOS EM LEI APROVADA PELA ALE-RR

0
10

Neste sábado, 7, é celebrado o “Dia Estadual do Regente de Bandas e Fanfarras Escolares”, data que reconhece a relevância desses profissionais para a formação educacional, social e musical dos estudantes de Roraima. De autoria do deputado Éder Lourinho (PSD), a homenagem foi instituída pela Lei Estadual nº 1.706/2022.

O projeto de lei que originou a data destacou que o regente não só trabalha no desenvolvimento musical do jovem, mas também auxilia na sociabilidade e disciplina dos estudantes. Lourinho ressaltou ainda que os regentes têm um importante trabalho de popularização da música, compartilhando conhecimentos musicais com fins educativos e culturais, e incentivando o ensino musical para crianças, jovens e adultos.

Deputado Éder Lourinho

“Isso vai minimizar o índice de indisciplina, evasão e reprovação nas escolas. Desta forma, as bandas de fanfarras exercem uma relevante função de inclusão, pois permitem afastar crianças e jovens da marginalidade social, o que acaba possibilitando uma melhora na qualidade de vida desses jovens envolvidos”, declarou o parlamentar.

Em comemoração a este dia, será realizado também o 1º Festival Solidário de Bandas e Fanfarras, concurso que tem o envolvimento de 20 escolas da capital e do interior de Roraima. A competição ocorre neste sábado, 7, no forródromo do Parque Anauá, a partir das 15h, e vai celebrar o talento dos regentes em manter viva a tradição das bandas e fanfarras.

José Adriano Silva

José Adriano Silva, presidente da Associação de Regentes de Bandas e Fanfarras Escolares de Roraima (Arbaferr), afirmou que a criação do festival reforça a ideia de que a cultura das fanfarras vai além das apresentações cívicas alusivas ao dia da independência do Brasil.

“Antigamente, o foco era o 7 de setembro, sendo que hoje não é mais assim. Há um projeto chamado Bandas e Fanfarras nas Escolas, em que o ensino é voltado para teoria e prática musical, realizado por meio dos instrumentos de banda marcial. Ao todo, são 34 escolas, onde há regentes contratados para o ensino da música”, frisou Adriano.

Impulsionador também deste movimento musical, a Associação Roraimense de Fanfarras e Bandas (Arrfaban) apoia e mantém vários projetos no Estado, a exemplo da Fanfarra Filhos da Independência em Rorainópolis, Banda Marcial de Caroebe e São João da Baliza e Fanfarra Juventude Independente de Mucajaí. Além disso, a associação realiza festivais e mostras voltados à cultura e ao movimento de bandas e fanfarras.

Magdiel Araújo

“São diversos alunos, crianças, jovens e adolescentes que são atendidos por esse projeto de bandas e fanfarras, então a gente tem a oportunidade de ver futuros músicos, futuras músicas, atuando aqui no Estado, de forma a engrandecer cada vez mais o movimento de bandas e fanfarras”, afirmou Magdiel Araújo, presidente da associação.

Além da data comemorativa, a Assembleia Legislativa recentemente fez a entrega da “Comenda Orgulho de Roraima” a regentes de fanfarras e bandas escolares do Estado, conforme do Decreto Legislativo nº 078/2023, também de autoria do deputado Éder Lourinho. A solenidade de entrega ocorreu nesta quarta-feira, 4, e reforçou o reconhecimento do Legislativo àqueles que desempenham um papel fundamental na formação cultural dos jovens roraimenses.

Anderson Caldas