Inicio Agenda SP – Desfile de 7 de Setembro dos 200 anos da Independência...
Imagens do Museu do Ipiranga.

SP – Desfile de 7 de Setembro dos 200 anos da Independência acontece no Ipiranga

0
135

Depois de 25 anos no Sambódromo, no Anhembi (Santana/Casa. Verde – Zona Norte), o desfile Cívico-Militar de 7 de Setembro  será deslocado, neste ano, em toda a extensão da pista central da Avenida Dom Pedro I, no bairro do Ipiranga.

Como forma de integrar as ações do bicentenário no mesmo território, junto com a reinauguração do Museu dio Ipiranga. O evento acontece entre 8h e 12h30, com a presença de autoridades, militares e entidades da sociedade civil. Deverão desfilar cerca de 10 mil pessoas entre civis e militares.

O desfile, que será realizado em parceria com o Governo do Estado, Marinha, Exército, e Força Aérea Brasileira, faz parte dos festejos do Bicentenário da Independência e terá como um dos destaques o desfile aéreo com 21 aeronaves.

Horários
Apresentação artística 
  • 7h30 às 8h30 – Banda Sinfônica do Exército Brasileiro
Cerimonial Cívico-Militar 
  • 8h – Hasteamento do Pavilhão Nacional às margens do Riacho do Ipiranga com a presença dos Dragões da Independência
  • 8h — Foto Oficial
  • 8h15 – Revista da tropa pelo governador do Estado
  • 8h20 – Chegada do prefeito da Cidade ao palanque
  • 8h30 – Chegada do governador do Estado ao palanque
  • 8h30 – Salva de Gala
  • 8h40 – Hino da Independência
Desfile Cívico-Militar
  • 8h45 – Apresentação do Cmt Desfile Militar
  • 8h45 – Abertura do Desfile
  • 8h45 a 9h45 – Desfile Cívico
  • 8h45 a 12h30 – Desfile Militar
Encerramento
  • 12h30 – Apresentação do Cmt Desfile Militar (encerramento)
  • 12h30 – Salto de paraquedistas do Exército Brasileiro
Programação dos desfiles 
  1. Apresentação do Comandante do Desfile Militar ao Governador do Estado de SP
  2. Abertura do Desfile
  3. Banda de Música do Comando Militar do Sudeste
  4. Bandeiras Históricas conduzidas por Cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras
  5. Bandeiras Históricas conduzidas por Alunos-Oficiais da Academia de Polícia Militar do Barro Branco
  6. Associações de caráter militar (970 pessoas)
  7. Escolas Estaduais (130 alunos)
  8. Escolas Municipais (300 alunos)
  9. Associações civis (1741 pessoas)
  10. Grupamento de tropas a pé
  11. Escola Naval
  12. Academia Militar das Agulhas Negras
  13. Academia da Força Aérea
  14. Academia de Polícia Militar do Barro Branco
  15. Grupamento de Cadetes do Exército do Equador
  16. Escola Preparatória de Cadetes do Exército
  17. Escola de Sargento das Armas
  18. Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo
  19. Colégio Militar de São Paulo
  20. Tiros de Guerra da 2ª Região Militar
  21. Tropas da Marinha do Brasil (349 militares)
  22. Tropas do Exército Brasileiro (5029 militares)
  23. 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada
  24. 12ª Brigada de Infantaria Leve Aeromóvel
  25. Brigada de Infantaria Paraquedista
  26. 4ª Brigada de Infantaria Leve de Montanha
  27. 2ª Região Militar
  28. 2ª Divisão de Exército
  29. Comando de Defesa Antiaérea do Exército
  30. Comando de Aviação do Exército
  31. 2º Batalhão de Polícia do Exército
  32. 8º Batalhão de Polícia do Exército
  33. Tropas da Força Aérea Brasileira (858 militares)
  34. Tropas da Polícia Militar do Estado de São Paulo (512 militares)
  35. Tropas da Guarda Civil Metropolitana (378 guardas)
  36. Desfile motorizado
  37. Marinha do Brasil (7 veículos)
  38. Exército Brasileiro (110 veículos)
  39. Associações de caráter militar (32 veículos)
  40. Associações civis (126 veículos)
  41. Polícia Militar do Estado de São Paulo (24 veículos)
  42. Polícia Civil do Estado de São Paulo (16 veículos)
  43. Polícia Federal (15 veículos)
  44. Polícia Rodoviária Federal (33 veículos)
  45. Guarda Civil Metropolitana (33 veículos)
  46. Defesa Civil (3 veículos)
  47. Desfile de motociclistas
  48. Desfile aéreo (21 aeronaves — sentido inverso ao desfile terrestre)
  49. Grupamento hipomóvel (134 equinos)
  50. Apresentação do Comandante do Desfile Militar (encerramento)

 

Prefeitura investe R$ 11 milhões na  modernização do Parque da Independência

O Parque da Independência, na Zona Sul da capital, será o principal palco das celebrações do bicentenário da independência na próxima 4a. feira, 7 de setembro. O local passou três meses fechado para obras de revitalização, nas quais a Prefeitura de São Paulo investiu R$ 11 milhões

Entre outras benfeitorias, a SPObras executou a limpeza do granito do Monumento à Independência, eliminou infiltrações no local e fez novas instalações elétricas. Além disso, houve a troca do sistema de ar-condicionado, feita a readequação dos banheiros e a melhoria das condições de acessibilidade.

No espaço expositivo interno os níveis foram readequados e foi instalada uma plataforma elevatória para possibilitar o acesso ao nível da “Cripta Imperial”.

Junto ao Monumento, no pátio externo, foram executados serviços como a readequação da geometria do local. Também foram implantados dois jardins de chuva junto ao pátio, para resolver o problema do acúmulo de águas pluviais. Essas instalações são destinadas a reter e absorver o escoamento da água que flui de telhados, pátios, gramados, calçadas e ruas nos dias de chuva. As peças quebradas do piso de granito foram substituídas por outras equivalentes.

As trincas existentes na Casa do Grito foram consertadas. Foram abertos novos acessos externos e os dois mirantes no imóvel, que estavam danificados, recuperados.

Ampliação

Bancos, lixeiras, pistas de cooper, acessos, sanitários públicos, refeitórios e vestiários dos funcionários foram reformados pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. O parquinho terá contará com novos brinquedos e piso para absorção de impacto.

Além disso, o Parque será ampliado em aproximadamente 45 mil m² de um total de 206 mil m², na área situada no cruzamento entre a Rua Bom Pastor e a Rua dos Sorocabanos. Terá sanitários públicos e sala multiuso acessíveis, além de rota para pessoas com deficiência composta por planos inclinados, rampas e caminhos em deck de madeira plástica e concreto desempenado. Uma pista de skate, aparelhos de ginástica e um edifício administrativo integrarão a lista de melhorias.

Completo e moderno

Museu do Ipiranga, que permaneceu fechado durante nove anos, e atualmente é administrado pela Universidade de São Paulo – USP, será reaberto em 7 de setembro. Será um dos mais completos e modernos museus da América Latina. A expectativa é de que passe a receber entre 900 mil e 1 milhão de visitantes por ano. O custo total das obras foi de R$ 235 milhões.