SP – PROAC EXPRESSO 2020: 27 PROJETOS APOIADOS SÃO DA REGIÃO DO VALE DO RIBEIRA

Secretário Sérgio Sá Leitão entregou prêmio para vencedores do edital em Registro, no interior do Estado. Com total de R$ 480 mil, linha inédita contempla projetos de manutenção e ampliação de atividades realizadas por grupos, entidades, associações e coletivos culturais no Vale do Ribeira, como parte do programa Vale do Futuro

0
95

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa irá apoiar 27 projetos de ações culturais no Vale do Ribeira, por meio de uma linha inédita do ProAC Expresso Editais 2020, lançada como parte das ações do programa Vale do Futuro. O secretário da pasta, Sérgio Sá Leitão, entregou o prêmio hoje para os vencedores do edital, em Registro, interior do Estado, durante um evento em que estava presente o governador João Doria. Um total de R$ 480 mil foi destinado a esse programa, que teve 38 inscritos com projetos de manutenção e ampliação de atividades realizadas por grupos, entidades, associações e coletivos culturais sediados e atuantes na região, reconhecendo e valorizando o trabalho realizado nos municípios que compõem o Vale do Futuro, com aporte de R$ 10 a 25 mil para cada proposta.

Entre os contemplados está o projeto de jongo “Quem Dança, Seus Ancestrais Chama!”, da Associação Grupo Cultural Tiduca, de Cananéia, composta por 10 pessoas, entre eles Carina de Jesus, Anna Flávia Almeida e Celso Xavier. Eles receberam um certificado das mãos do secretário Sérgio Sá Leitão no evento de Registro. Os três representam todos os vencedores do edital 35 do Vale do Ribeira, sendo 8 projetos de Registro, 6 projetos de Cananéia, 3 de Miracatu, 3 de Iguape, 2 de Peruíbe, 1 de Pariquera-Açu, 1 de Cajati, 1 de Tapiraí, 1 de Juquitiba e 1 de Barra do Turvo.

“Viemos a Registro, no coração do Vale do Ribeira, para anunciar os vencedores do edital do ProAC Expresso deste ano, focado em projetos culturais realizados por proponentes do Vale do Ribeira. Esta ação, além do ProAC Expresso Editais 2020, integra também o programa Vale do Futuro, que promove o desenvolvimento econômico, humano e social desta região tão importante do estado de São Paulo”, disse o secretário Sérgio Sá Leitão. “Anunciamos os 27 projetos culturais selecionados neste edital, que receberão R$ 480 mil no total. A ideia de um recorte geográfico é algo que estamos incorporando ao ProAC para promover o desenvolvimento da arte, da cultura e da economia criativa nas regiões do estado que mais precisam, onde há potencial, mas que historicamente tem faltado apoio, valorização e reconhecimento.”

Os projetos puderam contemplar a continuidade de iniciativas culturais e artísticas em realização à difusão de práticas e manifestações culturais, as atividades de criação e produção de objetos e bens culturais, entre outros, sendo no mínimo 20% do montante total dos recursos disponibilizados a projetos de primeiras obras, que receberão R$ 10 mil reais. Os selecionados serão publicados no site www.proac.sp.gov.br. Lá, os proponentes também podem acompanhar todo o processo até a publicação do resultado final, na quarta-feira 16/12. O primeiro aporte tem previsão de pagamento até dia 31/12.

Investimento recorde

O ProAC Expresso Editais tem este ano o valor recorde de R$ 58,28 milhões, sendo R$ 47,9 milhões para projetos selecionados em 2020, R$ 8,70 milhões para as segundas parcelas dos projetos selecionados em 2019 e R$ 1,68 milhão para o pagamento dos 175 profissionais das comissões de seleção e os demais custos administrativos. A Secretaria estima que os cerca de 1,1 mil projetos apoiados vão gerar 21,7 mil postos de trabalho e um impacto econômico de R$ 92 milhões. Já o ProAC Expresso ICMS, que é a Lei Estadual de Incentivo à Cultura de São Paulo, tem este ano R$ 100 milhões para o fomento a propostas aprovadas pela Comissão de Análise de Projetos da Secretaria. Os projetos com certificados emitidos já podem receber o patrocínio de empresas que recolhem ICMS e ser acompanhados pelo endereço eletrônico http://proac-icms.cultura.sp.gov.br/

Em 2020, o Governo de São Paulo anunciou um investimento recorde em cultura, com recursos orindos do próprio Estado: R$ 177,2 milhões, por meio de três programas complementares: ProAC Expresso Editais, ProAC Expresso ICMS e Juntos pela Cultura. Com quase R$ 11 milhões a mais do que o valor de 2019 –  R$ 4,13 milhões a mais para o ProAC e R$ 6 milhões a mais para o Juntos pela Cultura – trata-se do maior investimento em produção cultural realizado por um estado brasileiro este ano. A Secretaria estima, com base em dados da FGV, que os cerca de 4,8 mil projetos apoiados no total vão gerar 53,8 mil postos de trabalho e um impacto econômico de R$ 266,8 milhões, alcançando todas as regiões do estado e formas de expressão artística, com o objetivo de estimular a retomada das atividades culturais e criativas, fortemente impactadas pela crise gerada pela pandemia do coronavírus, e incentivar a geração de renda, emprego e desenvolvimento.

Juntando os três programas aos recursos da lei federal 14.017/20, conhecida como Lei Aldir Blanc, que destinou a São Paulo R$ 566 milhões, sendo R$ 264 milhões recebidos diretamente pelo Governo estadual – R$ 21 milhões para o pagamento da renda básica emergencial e R$ 256 milhões para os 25 editais editais do ProAC Expresso LAB – os investimentos do Estado em 2020 chegam a um total de R$ 437,2 milhões em apoio a 8,8 mil projetos culturais, com a geração de 132,5 mil empregos e um impacto econômico de R$ 657,8 milhões. “É um resultado oito vezes maior do que o ano passado, que já havia sido recorde”, observa o secretário Sérgio Sá Leitão.