Planetários e Planetárias:

Vemos uma crescente de pessoas, meios, até entidades apoiando muita coisa que, no nosso entender, não agrega a 95% de todo o cenário marcial brasileiro. E sim, é o Brasil que necessita de mais, de muito mais.

O grande problema que acontece, nesse cenário de pandemia, é ver e presenciar corporações 100% paradas. Algumas até tentam, com ensaios virtuais e vídeos, movimentar o cenário, mas estamos muito longe do ideal. E sabemos que nosso movimento será o último a retornar, numa retomada consciênte das atividades normais. Podemos e temos tudo para melhorar isso, muito mesmo. E como?

O “novo normal” das bandas e fanfarras do Brasil está hoje, ligado na internet, sites e mídias sociais. Muito se procura, o conteúdo, o ensino e o conhecimento para não estagnar e parar, mas ele muitas vezes é dificil de ser encontrado. Lives que antes eram apenas feitas para transmissões de concursos, hoje são um elo de interatividade com professores, maestros e alunos. Mesmo nesse modelo temos diversos “desvios”. Do que adianta falar de A,B ou C, de outras localidades, sendo que 95% do grande público de bandas e fanfarras é carente? Carente de instrumentos mínimos, qualidade de ensaios, acesso a informação, o mínimo para se colocar uma corporação na rua, apoio governamenta, recursos financeiros e muito mais. E quando isso será possível? Não sabemos nem quando será o retorno do normal.. e se será normal….

Por isso, em reunião recente, a equipe PlanetaBandas formulou 2 projetos: O “PlanetaBandas pelo Brasil” e um segundo (a ser informado posteriormente). São seguimentações e enfoques para primeiramente conhecer diversas pessoas do meio de bandas e fanfarras em TODO o Brasil, TODAS as suas regiões, e não vendo e ouvindo traduções e “disposições” de pensamento que não refletem a nossa realidade. Já o segundo projeto, que será iniciado no próximo domingo, 21 de Junho, une conhecimento, histórias e descontração, algo que a pandemia tem nos tirado: a alegria de estarmos com quem gostamos, e não só fazer média com “este” ou “aquele”. Isso quando não temos mais de um grupo ou pessoas sintonizadas nesse “estilo”.

A visão é clara: o termo “estamos fazendo para ajudar” não é, nem de longe o correto. Seria melhor “estamos fazendo para ofuscar e ofu$$$car”. E isso, meus amigos, é mais comum do que se pode parecer. Seria caso de várias e várias lives explicando, mas, o intuito é o de fazer o que já fazemos a quase 22 anos: “divulgação correta, séria e real das Bandas e Fanfarras do Brasil”

Esse é nosso meio de trabalhar divulgando as bandas e fanfarras. O PlanetaBandas, sua equipe e colaboradores estão em projeto maior: valorizar a escola, a comunidade, a cidade, o estado e o BRASIL!. Valorizar nossos alunos, músicos, maestros, professores, entidades. Esse é o sentido pelo que estamos juntos e nos faz seguir em frente!

Nos vídeos que você acompanhou na reportagem, são exemplos de que muito tem se falado em “ajudar”, com show e performances, com pessoas de diversos locais, mas a real essência de bandas e fanfarras, que é essa, é “esquecida”. Isso o PlanetaBandas e todos que fazem parte não pactuam!

Então, aguardem, planetários e planetárias: vocês que nos acompanham e nos incentivam nessa jornada. Contem conosco, e não se deixem levar por “trabalhos que so querem ajudar”!

Equipe PlanetaBandas SP – PE


0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments