#11 – Formação. Apresentar a Corporação. Pedido de Permissão.

0
309

Formação.
Apresentar a Corporação.
Pedido de Permissão.
Transferência de Comando do Corpo Musical para o Maestro/Regente

Significado de Formação

substantivo feminino.Ação de formar, de criar dando forma, de fabricar; fabricação ou criação: formação das células; formação de salas para estudo.Modo de criação; educação, instrução: pessoa de boa formação.Conjunto de conhecimentos e/ou instruções sobre um assunto específico; curso de especialização: formação em Marketing.Modo através do qual uma coisa se forma: montanhas de formação mais recente.[Biologia] Desenvolvimento dos órgãos de um corpo: formação do rim.[Geologia] Camada constitutiva do solo: formação terciária.[Militar] Disposição ou organização de uma força militar (navios, aviões etc.): formação naval, aérea.Etimologia (origem da palavra formação). Do latim formatio.onis.

Formações militares

Formações militares são maneiras de se tornar um exército mais organizado e eficente em campo, colocando-o em fileiras ou em falange ou em forma de cunha (a cavalaria usava muito este tipo de formação em certos exércitos),entre outros. Existem várias formações que se poderia citar, assim como FalangeFormações Romanas, Formação TartarugaFormação Diamante e outras. Geralmente, as formações adaptavam-se ao tipo de ocasião e geografia em que a batalha se realizaria, e de acordo com as condições de ataque inimigas e do próprio exército que as realizaria.

 Militar

O termo militar se refere aos membros, instituições, instalações, equipamentos, veículos e tudo aquilo que faz parte de uma organização autorizada a usar a força, geralmente incluindo o uso de armas de fogo, na defesa do seu país através da luta real ou de ameaças percebidas. Como adjetivo, o termo “militar” também é usado para se referir a qualquer propriedade ou aspecto dessas organizações. As organizações militares funcionam muitas vezes como uma sociedade no seio das sociedades, tendo suas próprias comunidades militares, economia, educação, medicina e outros aspectos de funcionamento de uma sociedade civil. A profissão de soldado, como parte de um grupo de militares, é mais velha que os próprios registros históricos. Algumas das imagens mais marcantes da antiguidade clássica retratam o poder e feitos de seus líderes militares. A Batalha de Kadesh em 1274 a.C. foi um dos marcos do reinado do faraó Ramessés II e é comemorada em baixo-relevo em seus monumentos. Mil anos mais tarde, o primeiro imperador da China unificada, Qin Shi Huang, estava tão determinado a impressionar os deuses com seu poderio militar que foi enterrado com um exército de soldados de terracota. Os romanos eram dedicados aos assuntos militares, deixando para a posteridade muitos tratados e escritos, bem como um grande número de arcos triunfais e colunas ricamente esculpidas. Na era moderna, as guerras mundiais e inúmeros outros grandes conflitos mudaram o emprego das forças militares muito além do que reconheciam seus membros em outros tempos. Impérios surgiram e desapareceram, os estados têm crescido e declinado. Enormes mudanças sociais têm sido feitas e o poder militar continua a dominar as relações internacionais. O papel dos militares de hoje é tão central para as sociedades globais como sempre foi.

 

Agrupamento

Um agrupamento ou grupamento é um tipo de unidade militar, organizada apenas temporariamente para o desempenho de uma determinada missão. Normalmente, tem as dimensões de um regimento ou batalhão, sendo comandado por um oficial superior.

Agrupamento tático

Na moderna ciência militar, o agrupamento tático constitui a unidade base de manobra da força de combate de um exército. Conforme a terminologia adoptada pelas forças armadas de cada país, o agrupamento tático pode ter designações alternativas como “grupo de batalha“, “força tarefa“, “grupo de combate” ou “grupo de batalhão“. Um agrupamento tático moderno, normalmente, é formado com base num batalhão de infantaria ou num de carros de combate, normalmente comandados por um tenente-coronel, que também assume o comando do agrupamento. O batalhão base fornece ao agrupamento os elementos de estado-maior, comando e serviços que são complementados por uma mistura adequada de elementos de carros de combate, de infantaria e de armas de apoio, talhada à medida da missão atribuída. A organização de um agrupamento tático é flexível e pode ser reestruturada rapidamente de modo a poder adaptar-se às mudanças na situação tática. Por exemplo no âmbito das forças blindadas, tipicamente, um agrupamento tático de caráter ofensivo baseia-se num batalhão de carros de combate (agrupamento tático blindado), incluindo dois esquadrões de carros, apoiados por uma companhia de infantaria mecanizada. Já um agrupamento de caráter mais defensivo (agrupamento tático mecanizado) pode estruturar-se com base num batalhão de infantaria mecanizada, incluindo duas companhias de infantaria apoiadas por um esquadrão de carros de combate. Além destes elementos de manobra, o agrupamento tático poderia incluir elementos de apoio de combate como uma bateria de artilharia de campanha e pelotões de reconhecimento, de defesa antiaérea, de armas anticarro e de engenharia. Os agrupamentos táticos são frequentemente divididos em sub agrupamentos táticos com a dimensão de companhias. Cada sub agrupamento pode basear-se num esquadrão de carros de combate apoiado por um pelotão de infantaria ou, inversamente, numa companhia de infantaria apoiada por um pelotão de carros. O subagrupamento também pode incluir outros elementos de apoio. Na maioria dos exércitos, os agrupamentos táticos apenas são organizados para fins operacionais ou de treino. Quando não estão empenhados, os elementos que formariam um agrupamento tático mantêm-se junto às suas unidades de origem. Contudo, alguns exércitos mantêm agrupamentos táticos permanentemente organizados.

 

Significado de Simetria

A simetria é definida como tudo aquilo que pode ser dividido em partes, sendo que ambas as partes devem coincidir perfeitamente quando sobrepostas.Simetria A simetria está presente em toda a parte, seja na natureza, nas artes ou na matemática. A simetria matemática, por exemplo, consiste na regra da disposição de duas figuras idênticas que se correspondam ponto a ponto. Neste contexto, o objeto se move, mas as distâncias, ângulos, tamanhos e formas são preservados por simetrias. Existem quatro tipos de simetrias em um plano: rotação, translação, reflexão e reflexão com deslizamento. No campo estético, a simetria é a responsável por proporcionar harmonia a uma imagem, e consequentemente, a sua beleza. Quanto mais simétrico for um objeto ou figura, mais belo tende a ser considerado.

Coluna

Quando os desbravadores estão um atrás do outro, independente da distância e intervalo, entre blocos ou grupos.

Fileira

É a formação de um clube cujo desbravadores estão colocados na mesma linha, um ao lado do outro, alinhados, equidistantes e com todos olhando em um ponto à frente

Linha

Dispositivos de desbravadores que estão um ao lado do outro. Refere-se a vista lateral de um mesmo grupo, desde que mantenham os intervalos.

Conceito de centralização

Centralização é a ação e o efeito de centralizar. Este verbo, por outro lado, significa reunir várias coisas num centro comum ou fazer com que as coisas dependam de um poder central. Para entender o conceito de centralização, por conseguinte, devemos prestar atenção as noções de centro e central. Centro, do latim centrum, pode referir-se ao ponto interior que equidista dois limites de uma figura, ao lugar onde convergem ações coordenadas, à região que concentra os pontos mais concorridos/frequentados de uma população, à zona onde há mais atividade burocrática ou comercial e ao lugar onde se reúnem pessoas com uma finalidade. Central é aquilo que é relativo ou que pertence ao centro, podendo ser algo que está no centro físico, o lugar que está entre dois extremos ou aquilo que é o básico ou o essencial de algo. Voltando à ideia de centralização, pode-se dizer que é a acção ou iniciativa de reunir diferentes coisas num centro comum. Uma empresa pode optar pela centralização das chamadas telefônicas que recebe e fazer que estas entrem num mesmo aparelho ou numa central para que uma recepcionista se encarregue de as atender. Será a recepcionista quem irá reencaminhar as chamadas para a pessoa em questão. A centralização do poder, por outro lado, está vinculada ao Governo nacional ou federal que assume as faculdades atribuídas a organismos locais. Isto significa que todas as decisões provêm do mesmo centro (o Governo nacional), pelo que as autoridades das províncias, cidades, localidades, etc. perdem poder e autonomia.

Especialidade de Ordem Unida

  1. Explicar, pelo menos, cinco objetivos da ordem unida.
  2. Definir:
  3. Explique o que é cadência.
  4. Descreva os quatro tipos de passos a seguir. Saber executar corretamente todos eles.
  5. Saber quais são as três etapas da voz de comando.
  6. Explicar com detalhes a execução dos seguintes comandos:
  7. Executar corretamente os seguintes movimentos a pé firme:
  8. Executar corretamente os seguintes movimentos em deslocamento (passo ordinário):
  9. Explicar e demonstrar como usar, exibir e cuidar da bandeira nacional, incluindo como dobrá-la adequadamente.

CORPORAÇÃO MUSICAL

Um grupo de pessoas que agem como se fossem um só corpo, uma só pessoa, buscando a execução de objetivos em comum submetidos às mesmas regras. Tendo a Educação, a Música e o Entretenimento como Objetivo.

FANFARRA

As fanfarras (do francês fanfare) se dividem em dois grupos de acordo com sua composição

  1. fanfarra com um pisto, uma válvula nas cornetas para aumentar as possibilidades sonoras do grupo;
  2. fanfarra simples é mais limitada que a anterior, possui mais instrumentos de percussão e alguns de sopro (cornetas e cornetões lisos). Executa marchas e dobrados e é composta basicamente por 50 integrantes. Os grupos mais elaborados acrescentam tubas e bombardinos em sua formação para obter uma melhor marcação nos tempos executados.

A extensão das notas nos instrumentos das fanfarras é mais limitada que o das bandas marciais, que utilizam quase todos os instrumentos de sopro e de percussão e dessa forma executam qualquer tipo de música. Dessa forma, a melodia das fanfarras torna-se mais limitada e algumas vezes alterada em comparação a das Bandas Marciais.Porém, mesmo com características bem definidas, as duas formações musicais se superam com arranjos e melodias cada vez mais modernos, diferente das antigas bandas que se limitavam à execução de hinos e marchas cívicas. Os instrumentos das fanfarras com um pisto possuem também um gatilho, que nada mais é do que uma volta de afinação maleável que funciona como uma válvula adicional aumentando a extensão das notas em um mesmo instrumento. Sua função é como a da segunda posição dos instrumentos de bandas marciais. O pisto ou válvula funciona como a terceira posição. Na ópera, o termo “fanfarra” se refere a um trecho executado em cena por instrumentos de metal.

Banda marcial

Uma banda marcial (em inglês: marching band) é um grupo de músicos instrumentais que geralmente apresentam-se ao ar livre e incorporam movimentos corporais – geralmente algum tipo de marcha – à sua apresentação musical. Esses grupos geralmente utilizam duas classes de instrumentos musicais: os metais e a percussão. Sua música geralmente tem um ritmo forte, adequado à marcha. Além dos desfiles tradicionais, muitas bandas também apresentam field shows (do inglês, “apresentação em campo”) em eventos especiais (como jogos de futebol americano) ou em competições de bandas marciais. As bandas marciais são geralmente categorizadas de acordo com a função e o estilo de field show que apresentam. Crescentemente as bandas marciais têm se apresentado em ambientes cobertos, com novos tipos de música e performances, aplicando-se então a não apenas bandas de marcha mas bandas de show. Atualmente o número de bandas marciais é crescente e as apresentações desses tipos de banda ocorrem cada vez mais sendo muito comuns os festivais e encontros de banda e apresentações em estádios esportivos principalmente nos Estados Unidos e no Reino Unido. No Brasil, existem várias bandas divididas em várias categorias, algumas delas são: Banda Show, que um tipo de marcial que trabalha com um tema e movimentações em suas apresentações; Marcial Tradicional, que são as bandas que fazem suas apresentações sem movimentação. A banda marcial mais famosa do Brasil é a Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais que tem sua sede na Ilha Fiscal, Praça Mauá, no Rio de Janeiro, uma das bandas mais importantes do mundo, que faz apresentações por todo Brasil e no Exterior.

Banda musical

Uma banda conjunto ou grupo musical é uma reunião de músicos formada com o intuito de tocar arranjos musicais. Pode tratar-se, inclusive, de uma banda militar. No Brasil, inicialmente a expressão “banda de música” ou simplesmente “banda”, foi utilizada para definir a formação musical composta por madeiras, metais e percussão. Essa é a tradicional banda de música a que se refere a famosa canção A Banda, do compositor Chico Buarque de Holanda. Com o surgimento do rock and roll, os grupos que tocavam esse estilo musical passaram a ser denominados ‘bandas de rock’ ou simplesmente “bandas”. A partir daí, “banda musical” ou “banda” passou a designar diferentes tipos de grupos e formações musicais. Bandas de rock tipicamente possuem um ou dois guitarristas, baixista, baterista e, dependendo do estilo, tecladista. Geralmente possuem também um vocalista, que pode ser um dos instrumentistas ou um músico dedicado exclusivamente a cantar. Grupos de jazz variam bastante em sua formação, mas configurações tradicionais, em geral, incluem uma seção rítmica (popularmente chamada de “cozinha”) composta por um baterista, baixista e pianista, e uma seção de metais, com saxofonistas e/ou trompetistas. Grupos de jazz moderno costumam adicionar guitarristas e tecladistas.

Música do Brasil

música do Brasil é uma das expressões mais importantes da cultura brasileira. Formou-se, principalmente, a partir da fusão de elementos europeus, indígenas e africanos, trazidos por colonizadores portugueses e pelos escravos. Até o século XIX, Portugal foi a principal porta de entrada para a maior parte das influências que construíram a música brasileira, tanto a erudita como a popular, introduzindo a maioria do instrumental, o sistema harmônico, a literatura musical e boa parcela das formas musicais cultivadas no país ao longo dos séculos, ainda que diversos destes elementos não fossem de origem portuguesa, mas genericamente europeia. A maior contribuição do elemento africano foi a diversidade rítmica e algumas danças e instrumentos — a exemplo do maracatu —, que tiveram um papel maior no desenvolvimento da música popular e folclórica. O indígena praticamente não deixou traços seus na corrente principal, salvo em alguns gêneros folclóricos de ocorrência regional. A partir de meados do século XVIII se intensificou o intercâmbio cultural com outros países além da metrópole portuguesa, provocando uma diversificação, como foi o caso da introdução da ópera italiana e francesa, das danças como a zarzuela, o bolero e habanera de origem espanhola, e das valsas e polcas germânicas, que se tornaram vastamente apreciadas. Com a crescente influência de elementos melódicos e rítmicos africanos, a partir de fins do século XVIII a música popular começou a adquirir uma sonoridade caracteristicamente brasileira, que se consolida na passagem do século XIX para o século XX principalmente através da difusão do lundu, do frevo, do choro e do samba. No século XX verificou-se um extraordinário florescimento tanto no campo erudito como no popular, influenciado por uma rápida internacionalização da cultura e pelo desenvolvimento de um contexto interno mais rico e propício ao cultivo das artes. É o período em que a música nacional ganha também em autonomia e identidade própria, embora nunca cessasse — e de fato crescesse — a entrada de novas referências estrangeiras. A produção de Villa Lobos é o primeiro grande marco do brasilianismo musical erudito, mais tarde desenvolvido por muitos outros compositores, e combatido por outros, que adotam estéticas como o dodecafonismo e mais tarde a música concreta e a música eletrônica. No mesmo período a música popular ganha o respeito das elites e consolida gêneros que se tornaram marcas registradas do Brasil, como o samba e a bossa nova, ao mesmo tempo em que o rock e o jazz norte-americanos são recebidos no país com grande sucesso, adquirem feições próprias e conquistam legiões de fãs. Gêneros regionais de origem folclórica como a música sertaneja, o baião, o forró e vários outros também ganham força e são ouvidos em todo o território nacional. Esse crescimento exponencial em quantidade e qualidade da atividade musical ao longo do século XX, que inclui o surgimento de inúmeras escolas básicas e academias superiores, gravadoras, fábricas de instrumentos, orquestras sinfônicas e conjuntos diversificados, emissoras de rádio e televisão, editoras de partituras, festivais e outras vias de produção e divulgação, tornou a música brasileira conhecida e apreciada internacionalmente, sendo objeto também de intenso estudo especializado no Brasil e no estrangeiro.

💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂

NÓS COMANDANTES MORES SOLICITAMOS À TODOS OS CONVIDADOS PELAS ORGANIZAÇÕES DOS CAMPEONATOS, SENHORES PARTICIPANTES DAS BANCAS AVALIADORAS DOS QUESITOS DE MUSICALIDADE…

ATENÇÃO.

AO RESPEITO DISPENSADO PELO COMANDANTE MOR AOS SENHORES AVALIADORES, NO MOMENTO DA APRESENTAÇÃO E PEDIDO DE PERMISSÃO.

QUESITO DE AVALIAÇÃO PARA COMANDANTES MORES EXIGIDO EM REGULAMENTO.

AGRADECEMOS.

💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂💂

Significado de Verbalizar

verbo transitivo. Expor oral ou verbalmente: verbalizar os sentimentos.

Significado de Apresentar

verbo transitivo direto: Exibir; colocar à disposição; colocar à mostra: o cinema apresentará o filme mais esperado.Caracterizar-se por uma qualidade específica: apresentou o médico.verbo pronominal: Identificar; mostrar a identidade a: apresentou-se ao delegado.Apontar ou acontecer: apresentou-se um grande obstáculo.Expor-se de maneira pública; realizar uma apresentação.verbo transitivo direto, bitransitivo e pronominal: Exibir; colocar à frente de; mostrar-se.verbo transitivo direto e bitransitivo:Divulgar; mostrar alguma coisa publicamente.Fazer conhecer: ele apresentou sua namorada aos pais.Sujeitar a aprovação: apresentou o produto ao diretor.Expor; tornar claramente conhecido.Explicar como argumento; explicitar através de discurso verbal. verbo transitivo direto e pronominal: Exibir-se ressaltando uma característica específica: apresentava uma tristeza no olhar. Etimologia (origem da palavra apresentar). A + presente + ar.

SUGESTÃO PARA APRESENTAÇÃO DA CORPORAÇÃO MUSICAL, PEDIDO DE PERMISSÃO E TRANSFERÊNCIA DE COMANDO DO CORPO MUSICAL AO MAESTRO/REGENTE, EXECUTADOS PELO COMANDANTE MOR À BANCA AVALIADORA DOS QUESITOS DE MUSICALIDADE E PÚBLICO.

1- Antecipadamente

Estude Atenciosamente o Regulamento Vigente ao Campeonato em questão, referente às Obrigações e Trâmites Tradicionais ao Formato de Apresentar a Entidade.

Observe Principalmente a Localização ou o Lado onde está Disposta a Banca de Avaliadores dos Quesitos de Musicalidade e o Público.
Procure Conhecer à quem será feita a Apresentação e o Pedido de Permissão.
Certifique se sobre a existência ou não de microfones.

2- A Apresentação deve conter Começo, Meio e Fim de forma Breve e Objetiva.
(Lembrando se que está em um Campeonato e que existem outras Corporações Musicais à se Apresentarem, Tempo é Fundamental)

3- Posição de Sentido.
(Respeite e Valorize quem estiver na Banca).
Posicione Adequadamente seu Instrumento de Comando.

3- Apresente se.
(Seu Nome e Função)

4- Apresente a Corporação Musical.
(Nome da Entidade, Categoria e Tempo de Existência, verbalize os Trâmites Tradicionais se necessário).

5- Apresente seu Maestro/Regente (opcional)

6- Transfira de Forma Vocalizada ou Gestual o Comando do Corpo Musical ao Maestro/Regente.

7- Dirija se e Posicione se Adequadamente em Local pré determinado em Regulamento dentro do Dispositivo de Formação.

8- Lembre se…
Ao Final da Apresentação da Corporação Musical antes da Formação de Saída, Retomar o Comando do Corpo Musical de Forma Vocalizada(opcional) ou Gestual e Agradecer à Banca Avaliadora dos Quesitos de Musicalidade e dar continuidade a sua apresentação.

Observação:

Treinem muito.
À frente de Espelhos.
Gravem em Vídeos.
Apresentem se para pessoas….antecipadamente.

Excelentes Apresentações à Todos.

Dica de Leitura

Fontes: