Era exatamente 1h05 da madrugada deste sábado (12) quando a página no Facebook da Corporação Musical Lyra de Mauá publicava um nota oficial, informando sobre o afastamento por três meses do maestro da premiada banda marcial, Carlos Binder. De acordo com a postagem, a decisão foi tomada pela diretoria do grupo, visando implantar um novo modelo estratégico e pedagógico, dando a entender que a decisão tomada temporariamente pode ser efetivada passado os três meses de vigência do afastamento.
Leia, na íntegra, o comunicado

Nota Oficial

A Diretoria da Corporação Musical Lyra de Mauá afasta pelo prazo de três meses o maestro Carlos Binder com o objetivo de implantar um novo modelo estratégico e pedagógico. Esta ação é parte do planejamento iniciado pelo maestro Carlos Binder na década de 2000, que passou pela renovação do quadro de maestros e culminou com a renovação total da diretoria na última eleição.

Neste momento a Diretoria reitera o mais profundo respeito pela sua história, admiração pelo seu trabalho e gratidão pela confiança depositada.

Convidamos nossos amigos a se unirem a nós em nossos votos de que este novo momento na vida do maestro seja coroado de êxitos, como tem sido toda a sua história.

O que diz o maestro Carlos Binder

Procurado pela nossa reportagem, o maestro respondeu que irá se manifestar publicamente após ponderar e refletir sobre a situação. “Muitas pessoas estão envolvidas! Família, amigos, componentes, sociedade mauaense. Até porque são mais de 50 anos dedicados a Lyra de Mauá”, resumiu Carlos. Em breve, mais detalhes sobre a situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here